Saltar para o conteúdo

Estatueta de veado

Séc. III a.C.

Bronze

MLTR.ARQ.0298

Intervenção arqueológica de 2005

Trata-se de um bronze de fundição (técnica da cera perdida), realizada num só molde. É uma peça da torêutica antiga, um veado (cervus elaphus) que copia modelos antigos do estilo geométrico zoomórfico da plástica do mundo grego. A modelação reflete as produções do mundo arcaico caracterizadas por uma abstração geométrica e seguindo uma tradição figurativa da Ática ou Beócia que pode ter a sua origem nos sécs. VIII-VII a.C.

A estatueta apresenta as pernas fraturadas, com exceção da anterior direita. Conserva nos quartos traseiros, pousado um pequeno pássaro, possivelmente uma ave de rapina.

Esta peça tem uma função cultual e pode ser interpretada como um ex‑voto uma vez que se encontrava depositava no alicerce da estrutura do post scaenium (muro de suporte da fachada cénica), traduzindo, assim, um ato de consagração do monumento.

A peça em exposição no Museu é uma réplica.

MLTR.ARQ.0298.jpg

© Museu de Lisboa