Saltar para o conteúdo

Monumento funerário

Séc. II - III d.C.

Alvenaria de tijolo

ML.ARQ.0773

Poço de Cortes

Os vestígios de Poço de Cortes surgiram em 1944 quando se abriu a atual Avenida Marechal Gomes da Costa, aquando da construção do aeroporto de Lisboa. Os primeiros registos do local foram feitos pelo olisipógrafo Augusto Vieira da Silva. O aparecimento de uma estrutura semelhante a um tholos, circular e com vários pilares no seu interior, que suportariam uma cobertura, foi interpretada pelo historiador como sendo do período neolítico. No entanto, o aparecimento desta sepultura, hoje remontada no Museu de Lisboa - Palácio Pimenta, assim como as aras e a placa funerária aí recolhidas, de época romana, sugerem uma cronologia muito posterior.

ML.ARQ.0773.JPG

@ José Avelar/Museu de Lisboa

ML.ARQ.0773B.JPG

@ José Avelar/Museu de Lisboa

ML.ARQ.0773C.JPG

@ José Avelar/Museu de Lisboa

ML.ARQ.0773A.JPG

@ José Avelar/Museu de Lisboa

ML.ARQ.0773.JPG

@ José Avelar/Museu de Lisboa